Make your own free website on Tripod.com
4.2.1 Atrativos (cont.)

Viaduto Carvalho: recebeu este nome em homenagem ao então Presidente do Paraná, Carlos de Carvalho. Assentado sobre 5 pilares de alvenaria, na encosta da própria rocha, o Viaduto Carvalho possui 5 vãos de 12 e 16 metros. Ao passar por ele, o viajante tem a impressão de estar sendo lançado no espaço.

Cruz do Barão: no km 65, a sombra de uma rústica e singela cruz lembra a história triste do trágico fim do Barão do Cerro Azul, em 20 de maio de 1893. A fuzilaria, a beira do precipício, pôs uma tarja de luto numa página de nossa história. A Cruz do Barão assinala o local onde foram fuzilados o Barão de Cerro Azul (Ildefonso Pereira Correia) e seus companheiros, acusados de colaborarem com a revolução federalista.

Viaduto Carvalho

Garganta do Diabo, ou Garganta do Inferno: Poucos metros além do Pico do Diabo, no km 65 + 320 entre os túneis 10 e 11, a fenda entre altas, irregulares e sombrias escarpas, cortando a montanha, parece formar uma escura e profunda garganta.

Ponte São João: composta de quatro vãos, sendo 2 de 13 metros,1 de 17 metros e 1 de 70 metros. O vão central fica a 55 metros do fundo da grota. Assim como as demais pontes do trecho a Ponte São João foi reforçada para suportar o peso das composições mais modernas.

Pico do Marumbi: próximo à Estação Marumbi, é constituído dos seguintes picos: Abrolhos, Torre dos Sinos, Esfinge, Ponta do Tigre, Olimpo (ou Marumbi) Boa Vista e Facãozinho. É legítima propriedade espiritual dos alpinistas e de turistas domingueiros, foi escalado pela primeira vez em 21 de agosto de 1879 e sua altura é de 1.549 metros.

Volta Início Página principal Avança

Volta Início Página principal Avança